ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

sábado, 20 de setembro de 2014
 ...espécie de nó que quando é visível, 
enfeita, e quando é invisível, estreita.

Amarrados e descosturados
entre fios
embolados tecidos
de tudo
de todo jeito

entre o sol e a sombra
entre o mar e o rio
entre a raiz e a folha
entre a vida e a morte

laços de nós maquiados
nós emaranhados
aliança equivocada
atirada nas águas do tempo
num relógio de sol
em dia de chuva

depois do nada
fica o desenho invisível
de toda beleza
feita do cego sentido 
oculto nas mãos
do setor de embalagens