ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

quinta-feira, 30 de julho de 2015


                                                                                               
...o vento atravessa a palavra
soprando invisível imagem

sentidos refletem desencontros
outonais  versos folhetinescos

avançam memórias agônicas
num presente cheio de ironias

incandescentes desejos revesam
metáforas maquiadas em neon

raízes úmidas acolhem a vida
transparente aos olhos da terra

promessas de algodão doce
penduram-se em cordéis

o sol se desfaz sem que a lua
suje de estrelas o céu ardente

o poema  acaba em caos
cheio de sopros da noite...