ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

quinta-feira, 8 de abril de 2010
Frio no pescoço

chega devagar

seu moço

vento sedução


Faz cai o pano

faz um alvoroço

parece um cigano

lendo minha mão


seus olhos são duros

expressão madura

seus cabelos escuros

toda a intenção


balança a cabeça

dança como o vento

prá que eu não esqueça

um lenço de sentimento

voa colorido

mudando os passos

acha outro sentido

me prende em seus laços


de repente somem

dança, lenço, homem

prá não mais voltar

sopra um vento seco

que me faz chorar

e me leva pro beco

diz-me um segredo:

aparecerei sempre que ventar.