ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

sábado, 22 de novembro de 2014
(Fausto que me perdoe,
mas Cândido é fundamental.
Entre Goethe e Voltaire: o equívoco.
Dois complementares ou opostos?
É ser humano demais...
perspectivas avessas,
tecidas pela incoerência.)

Sou filha de jardineiro,
cuidador de uma família.
Herdei de Cândido o otimismo:
"é preciso cultivar nosso jardim."
Ainda que a vida seja fáustica:
"Quanto o rumor de enxadas me deleita!"

De um jardim não se apaga o vestígio.
Ele está no meio de nós!
Cultivemos e aguardemos
o florescer da existência.