ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

      Mário Cesaryni - linha dágua


Atravessado o mapa
no olhar adivinhoso
riscou o líquido chão
dançando sem capa
em tom curioso
pendurou o coração                                                                                

entre estrelas azuladas
encheu a mão e soprou
um canto de alegria
espalhou pelas calçadas
fez da noite magia
partido alto entoou

Cruzou a paisagem
num astrolábio digno                                                                                                                      
desenhou o beijo
dono de coragem
mostrou-se signo
trópico do desejo