ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011
Madrugada
rimada com escândalo
iluminada
por incenso de sândalo
invadindo meu poema
em verso livre
busca de um sema
tu paginas meu livro
íntimo, lê-me
interpenetra-me
com palavras avulsas
que brotam
da tua pele  insandecida
um único suor
tatuando palavras
entre nós dois
um texto: tecido de prazer
embaça nossos olhos
a distância...tão fronteriços
o vento folhea-nos
contando a história
na voz de Sherazade
até o horizonte clarear...
na pele o poema verdade

Bandeira que me perdoe, mas " os corpos se entendem" e as almas também...