ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

quinta-feira, 22 de julho de 2010
Quero o vento
que arrasa quarteirão
pela janela
de minha casa
vasculhando o porão.

Depois, parado
num canto
contendo
minha visão,
recuperar a força
levando-me
céu à fora...
ventando-me
até a aurora
pela imensidão...

Valei-me,
Vento
de ir embora.

Devolvei-me
na hora
aberta,
quando a natureza
manifesta
o gosto
amargo do sim
e a doçura do não.