ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010
Mãos leves
sem vontade de escrever
vento entre os dedos
asas de Dédalo
são:
plumas
penas,
folhas sêcas,
suavidades,
nuances,
aragens,
bobagens,
paisagens
e flor...

Cor?
só pastéis,
dedos sem anéis
aquarelas,
só eu e elas
nada de pulseiras,
tecer de rendeiras
nem as linhas curvas
proteção sem luvas
tocam a calma
desenhando a alma,
prá uma orquestra reger

algo  que assobia
dentro da mão vazia
uma música a nascer
feita dentro de mim
sem início,
nem meio,
nem fim.