ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011
Não sei por quem me tomas,
mas te bebo todos os dias.
Deliro no sabor dos teus versos
e na fragrância de tuas palavras.
Ouço acordes no silêncio
das entrelinhas.

Embora não me leia,
nem me escrevas
continuo
a tomar-te
mesmo quando rejeita beber-me.

Um brinde a poesia
e aos delíricos
dos poetas anônimos...
que bebem a liberdade
do vento!

Natais poéticos a cada dia de todos!