ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012





O agora entorna
sobre o arame
que contorna
ponteiros invisíveis...

O tempo mastigado
por hora vagueia
na lambida deliciosa
do vento na areia

gotejam memórias
em azul desbotado
florescem horizontes
num brilho emprestado

o silêncio invade o céu
da boca encarnada
há um alarme gritando
entre o tudo ou nada