ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

sábado, 18 de maio de 2013
Há uma melancolia
escrita pelos seus passos
uma vida que manca

Faz yôga e balé
e risca o caminho
com a ponta do pé

suas mãos não acenam
nem esperam por ninguém
seguram qualquer barra
só não apontam estrelas

na sapatilha um segredo
do esconderijo que é
contido na ponta do dedo

Dançam seus olhos furta-cor
cegos de horizontes
recortando o nada
arrastando-se sem deixar rastros

gira em rosas
desenhos de espinhos
baila no devir

A vida por um fio
na corda bamba dos dias
tece no mais dentro
a vontade de explodir

não salta, não solta
presa a maquiagem
ribalta, o corpo a escolta

Não mora nenhum espelho
em seu bosque secreto
nem flores em seu jardim
é áspero seu sentido

nenhum ritmo a traduz
seu movimento em silêncio
reflete a sombra da luz