ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

sexta-feira, 21 de junho de 2013


Há nesse vento
uma inversão
de estado
em que o ar
fica parado

Na verso
soprado
há um sentido
mutilado

na estrofe
em brisa
descompõem-se
a poetiza

desfaz-se a rima
e o ritmo alado
não se aproxima

Eis um poema

exilado
mastigador
da língua
só pra ser
desinventado