ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

quinta-feira, 8 de novembro de 2012






Estreito ângulo
a boca ruge
escorre veneno dos olhos

o silêncio se espreme
no que não foi dito
no que não foi escrito
no gesto que não houve
no desejo reprimido
na calada da noite

amanhecida e mastigada insônia
o horizonte em beco no teu olhar
a perdição feita de virtuosidade
fajutos passos
para o nada de sempre
as palavras ainda prisioneiras