ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

domingo, 20 de junho de 2010
Palavras silenciam
ao vento,
soprando cinzas
poeiras mortuárias.
Textos, poemas
ficam,
heranças literárias...
Morrer é preciso.
Navegar?
Marinheiro,
só num trago.
Bebo-o em livros,
último gole,
amargo
a brindar
 Saramago.