ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

domingo, 14 de julho de 2013




Os ponteiros dos dias
o calendário das horas
o mais cada vez menos
a idade sem madureza

a falta de coragem de crescer
o desejo grande numa estrada pequena

O calendário dos dias
os ponteiros das horas
o menos cada vez mais
a madureza sem idade

a presença do medo de diminuir
a apatia pequena num acostamento

Os ponteiros e calendários
a madureza das horas
sem mais nem menos
a idade do tempo

a distância e a incerteza celebrando o início do fim
o caminho apertado como um abraço de despedida
 
Essa água toda parada
as palavras engolidas em versos
tanta pedra cercando o feudo
que te liberta apenas os olhos para o céu

Se é possível ser feliz assim
que seja hoje e sempre
nessa estrofe desritmada da vida
para existir: sigamos.