ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

domingo, 8 de abril de 2012
A boca desfaz-se em palavras,
desaparece a presença
do dizer...

O silêncio sorri
na boca invisível ,
nos becos secretos
do indizível...

Só a brisa
fala a pele que arrepia
e os olhos fechados
são interditos à guisa

Haveres e um texto
que tem boca
mas não fala...
em dizeres,
nem suspira,
agoniza e cala...