ARQUIVENTO

BONS VENTOS A TODOS!!!

sábado, 19 de novembro de 2011
         



  Encontrei a doce Clarice, no buraco do amargoso, entre fotografias=memórias e goles de café. Falamos da morte, da luta, do amor e eu parti emocionada com a presença de tanta vida, naquela casa simples, onde não faltava nada, absolutamente nada.
...................................................

           
 Uma casinha azul na beira de um riacho, numa paisagem regida pelo vento e o barulho da cachoeira. Hortênsias coroando o jardim bucólico em meus olhos floridos. Pensei em nunca mais voltar, em ficar lá prá sempre...Conheci um pedacinho do céu e esfreguei minha mão naquele chão, nunca o paraíso esteve tão perto.



A roseira na janela,
os espinhos fora delas
Nós: quatro Elas
e Pretinha, a cadela.





Você em mim,
caminho imaginado,
apontando pro sim...
quadro inacabado,
desejo dobrado,
vento sem fim,
bate desavisado,
em meu olhar molhado,
salivando em meus lábios
beijo demorado
                                                     cheiro de alecrim,